Quando pensamos em o que fazer com um litro de água aparecem milhões de ideias na nossa cabeça. Mas eu duvido que o que vamos falar a seguir passou, nem que seja por um segundo, dentro da sua mente.

O funcionário público Ricardo Azevedo desenvolveu na garagem de sua casa, em Itu (SP), um sistema que permite que motocicletas utilizem o hidrogênio encontrado na água como combustível. Água como combustível? É exatamente disso que estamos falando. A inovação permite que o automóvel percorra até 500km com apenas um litro do líquido de qualquer fonte, inclusive do rio Tietê, como ele mesmo já testou.

Esta solução faz com que a moto não emita nenhum poluente, já que apenas o vapor da água é eliminado pelo escapamento. O sistema batizado de Moto Power H²O é baseado nos princípios da propulsão por hidrogênio, método bastante conhecido pela indústria automobilística; porém não adaptado em motocicletas. Azevedo afirma que sua solução se aplica em qualquer veículo de maneira eficiente.

O sistema é composto por um reservatório de água acoplado na traseira da moto que é conectado através de um cano a um recipiente na lateral da roda traseira, onde estão uma série de placas metálicas com canais de diferentes proporções, alimentadas por uma bateria de carro. Essa bateria é, segundo seu criador, de onde vem toda a energia necessária para que aconteça a eletrolise. A eletricidade faz com que o hidrogênio se separe da molécula de água e seja enviado a outro recipiente próximo ao reservatório. E, dessa forma, emite o combustível para o carburador do veículo.

Segundo o idealizador e aos primeiros testes que foram feitos, o Moto Power H²O pode funcionar de maneira autônoma até aproximadamente 10 horas antes que a recarga completa da bateria seja necessária.

FONTE: www.hypeness.com.br