Provavelmente pouco de nós estaremos aqui para vivenciar isso, mas já pensou em como estará o clima do planeta Terra daqui 85 anos? Se você não parou para pensar nisso, não se preocupe. A NASA pensou para você. E não só pensou. A NASA fez analises, estudos, contatações e a partir disso todo montou uma bela previsão sobre quais serão as condições do planeta em 2010.

Um mapa sensacional divulgado pela NASA mostra a realidade que os maiores cientistas temem. Daqui a 85 anos, a Terra vai ser muito, muito quente. A concentração de gás carbônico (CO2) chegará a 900 partes por milhão (ppm) e compreenderá cerca de 0,1% da nossa atmosfera (no início de 2015, nós alcançamos 400 ppm, cerca de 0,04%).

As previsões foram feitas através de um banco de dados da NASA que reúne registros históricos e modelos climáticos capazes de prever o clima até o fim do século. Nem adianta tentar conferir os cálculos em casa. Essas são informações que você não tem quando pesquisa na internet.

sst_lar

Como a NASA também não é nenhuma vilã, ela disponibilizou os dados do projeto que são hospedado pelo NEX (NASA Earth Exchange) e eles ainda podem ser filtrados por cidades e regiões. O banco de dados deve ajudar nações a se prepararem para os efeitos causados pelas mudanças climáticas locais, como secas e geadas.

“A NASA quer trazer todo seu conhecimento sobre a Terra e o Universo a público, a fim de nos ajudarmos e garantirmos nosso futuro”, disse a diretora da NASA, Ellen Stofan. “Com este novo conjunto de dados globais, as pessoas ao redor do mundo têm uma nova ferramenta valiosa para usar no planejamento de como lidar com o aquecimento global.”

As projeções climáticas desse estudo fornecem uma visão detalhada dos futuros padrões de temperatura da Terra, abrangendo o período de 1950 a 2100. O conjunto de dados, de 11TB, fornece estimativas diárias de temperaturas máximas e mínimas ao redor do globo terrestre.

Tudo bem não parar para pensar na temperatura da Terra em 2100. Mas já pensou o tanto que os estudos feitos pela NASA são incríveis?

FONTE: Galileu