Se as chuvas não estão sendo suficientes para encher as represas, um novo avanço tecnológico promete ser capaz de evitar que uma parte da água evapore, restando mais para abastecer a população ou gerar energia. A ideia é de Moe Momayez e Nathan Barba, da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos.

Os pesquisadores desenvolveram uma estrutura, que nominaram de Hexocover. O incrível é que invento não apenas retarda a evaporação da água, mas também pode servir de suporte para a geração de energia. O dispositivo é formado por painéis hexagonais flutuantes que conectam bolas de 10 centímetros de diâmetro, e assim formam uma capa protetora para a superfície da água, diminuindo o fluxo de evaporação.

Os dois inventores afirmam que a estrutura do o Hexocover, que é toda feita de plástico, pode suportar painéis solares, que aproveitariam a área para gerar eletricidade.

O protótipo é repleto de acessórios que ajudam a vender a iniciativa, incluindo sistema de propulsão, GPS e conexão sem fios, que permitem que os painéis sejam movimentados ou rearranjados à distância. Porém, o projeto enfrenta uma grande dificuldade perante o mercado que é seu custo. Cobrir grandes represas é uma ótima ideia para preservar os recursos hídricos, mas isso não pode sair mais caro do que construir outra represa.

A tecnologia já foi licenciada para uma empresa privada, e esta pretende abrir seu mercado atendendo as necessidades de empresas mineradoras. Isso porque esse tipo de empresa precisa manter represas altamente controladas para evitar o vazamento de rejeitos tóxicos ou poluentes e ampliá-las não é uma tarefa fácil.

FONTE: www.institutodeengenharia.org.br